29 AGOSTO

 

 

Pe. ARTUR DE VIGILI

 

NATO: Mollaro, TN – 7.4.1907

PRIMA PROFESSIONE: 2.11.1927

SACERDOZIO: 22.12.1934

Chegou ao Brasil 13.8.1935

MORTO: São Caetano do Sul – 29.8.1979

ETÀ: 72 anni

 

Nasceu a 06 de abril de 1907, em Ceola (Trento), de Orestes e Luiza. Aos 16 anos entrou em nossa Escola Apostólica de Verona e no dia 02 de novembro de 1927 fez a primeira profissão.

Ordenado sacerdote em Udine, no dia 22/12/1934, no dia 1° de agosto de 1935 partiu para o Brasil e foi destinado para a grande paróquia de São Caetano onde trabalhou 29 anos.

Ficou muitos anos em São Caetano, como diretor da Escola Paroquial dedicando-se com amor ao trabalho paroquial.

Era diligentíssimo em tudo: na ordem, no estudo e na exatidão; sua vida era exemplar.

Notava-se nele a caridade respeitosa no trato, na palavra e na prudência.

Nisto, talvez, fosse ajudado pelo próprio temperamento calmo, bonachão sem grandes reações imediatas, com uma dose de timidez.

Em 1965 quis voltar para a Itália, mas não se adaptou e retornou no ano seguinte indo para a paróquia de Nossa Srª do Bom Conselho na Mooca, onde ficou até a morte.

A 15 de agosto de 1979, festa da Assunção de N. Senhora, quis ir a uma festa em São Caetano. Era uma boa oportunidade para rever os velhos e queridos amigos que por tantos anos o tinham visto jovem e animado.

Mas ao descer do carro, a perna direita imobilizou-se. Levado imediatamente ao hospital, o diagnostico foi terrível: isquemia.

No dia 29 de agosto foi receber o prêmio dos justos. Está enterrado em Campinas.

Apesar de sua aparência gigantesca, sempre foi de saúde precária. Justamente por causa da saúde, ou até mesmo por um certo complexo, nunca pregava nas missas ou fazia qualquer sermão. Foi por excelência o homem do escritório na sacristia. Atendia os expedientes, colocava em ordem os livros da paróquia, confessava, batizava, fazia casamentos.

Embora não fosse muito falante, gostava de participar de festas nas comunidades e em casa de amigos, principalmente quando havia um bom almoco.

 

 Torna alla pagina italiana